icon-29VITicon-30VITicon-23VITicon-24VITarrow copy 3icon-11VITicon-19VITicon-10VITicon-30VITicon-26VITicon-22VITicon-14VITicon-28VITicon-09VITPage 1icon-03VITicon-16VITicon-31VITPage 1pinoicon-27VITicon-25VITicon-01VITicon-01VITicon-02VITicon-04VITicon-13VITicon-12VITicon-18VITicon-08VITicon-17VITicon-05VITAtivo 1cardiomedlogoVITArtboard
  • Coma
  • Cuide
Como ter uma boa alimentação

Como já falamos em diversos posts, a alimentação saudável é o consumo de todos os grupos alimentares, ou seja, água, carboidratos, proteínas, gordura, vitaminas, fibras e minerais. Para saber mais sobre a pirâmide alimentar e a quantidade de porções que precisamos ingerir por dia, acesse aqui.  Tirando o leite materno que fornece uma nutrição completa ao bebê – nenhum outro alimento vai ter todos os nutrientes necessários. Por isso, a variedade é fundamental.

Hoje, vamos dar algumas dicas para aqueles que estão procurando hábitos saudáveis para o dia a dia.

  • Reeducação Alimentar não tem fim: diferente de dietas específicas que tem início, meio e fim, a reeducação alimentar é um hábito que você vai levar para o resto da vida.
  • Planejamento é tudo: organizar um cardápio para semana, por exemplo, é uma tarefa que vai ajudar você a se preparar e não desistir da mudança.

Como ter uma boa alimentação: planejamento

  • Faça um diário alimentar: dessa forma você consegue identificar onde ainda precisa melhorar e quais são seus pontos fortes.
  • Pratique um exercício físico: quem procura uma vida saudável, precisa colocar o exercício físico na conta. Saiba mais sobre os benefícios da atividade física e como começar a praticá-la aqui neste post.

Como ter uma boa alimentação: exercícios

  • Procure um profissional: caso possível consulte com um nutricionista. Esse profissional é a pessoa ideal para indicar qual o melhor cardápio para o seu organismo e objetivos.
  • Não fique sem se alimentar: comer é bom demais, não é mesmo? E você não precisa se privar disso durante sua reeducação alimentar. Na verdade, é recomendado que você faça refeições – em porções pequenas – de 3 em 3 horas.
  • Aposte no lugar certo: é muito comum encontrar pessoas fazendo suas refeições de frente para a TV, por exemplo. O ideal é que comêssemos em lugares tranquilos e sem pressa, saboreando a comida e mastigando aos poucos.

Como ter uma boa alimentação: refeições saudáveis

  • Metas, metas, metas: trabalhar com metas e objetivos, na maioria dos casos, incentiva as pessoas a correrem atrás do que querem. Por exemplo, essa semana só vou consumir um alimento doce ou essa semana vou ingerir, pelo menos, 2 litros de água por dia. Com o tempo, as suas metas se tornam hábitos.
  • Persista: eu sei, mudar o estilo de vida é complicado, e muitas vezes você vai querer desistir. Quando estiver dessa forma, lembre-se dos seus objetivos e persista.
  • Beba muita água: ao menos 2 litros por dia. Além de ajudar na hidratação da pele, a água é fundamental no transporte de vitaminas e na disposição do organismo.

Como ter uma boa alimentação: hidrate-se

  • Diminua o consumo de açúcar: o açúcar refinado possui um alto índice de glicose e aumenta o nível de glicemia no organismo. Além de não fornecer nenhum nutriente, as características do açúcar no nosso corpo acelera o envelhecimento e aumenta a flacidez.
  • Consuma alimentos fontes de antioxidantes: esses alimentos são capazes de prevenir tumores, o envelhecimento precoce e outras doenças. Exemplos: tomate, goiaba, romã, cenoura, abóbora, manga, uva, legumes e brócolis.
  • Saiba o que está comendo: calorias são o combustível para o nosso organismo, nossa fonte de energia. Escolher um alimento só pelo número de calorias não é a tática mais adequada. O real perigo nos alimentos é quantidade e qualidade dos nutrientes. Uma alimentação saudável, mais do que prezar por alimentos de baixa calorias, procura o consumo de comidas com fontes de nutrientes e minerais para o organismo.
  • Saiba combinar os alimentos: um dos segredos da boa alimentação é saber combinar todos os tipos de nutrientes, como: carboidratos, proteínas, gorduras, minerais, vitaminas, fibras e a água. A regra geral é que não há nenhum tipo de alimento que deve ser cortado completamente da sua dieta, mas sim controlar a quantidade de nutrientes. É tudo uma questão de variar o cardápio e não deixar nenhum grupo nutricional de fora. Por isso a organização de um cardápio semanal é tão importante. Assim, você consegue medir a quantidade de nutrientes que está consumindo.
  • Coma de tudo: aproveite o melhor de todos os grupos nutricionais. Cerais (prefira as versões integrais), grãos, carnes (prefira as mais magras), frutas, verduras, leite e de vez em quando, as guloseimas.

Ter uma alimentação saudável não é assim tão complicado, não é mesmo? A Vitao Alimentos tem um catálogo especial para você se alimentar com saúde e equilíbrio. Confira nosso site.

Vitao

Newsletter

Descubra com a gente uma vida nova e cheia de sabor.

  • 1
    pessoa gostou disto

COMPARTILHE

Deixe o seu comentário

Todos os campos são obrigatórios *