icon-29VITicon-30VITicon-23VITicon-24VITarrow copy 3icon-11VITicon-19VITicon-10VITicon-30VITicon-26VITicon-22VITicon-14VITicon-28VITicon-09VITPage 1icon-03VITicon-16VITicon-31VITPage 1pinoicon-27VITicon-25VITicon-01VITicon-01VITicon-02VITicon-04VITicon-13VITicon-12VITicon-18VITicon-08VITicon-17VITicon-05VITAtivo 1cardiomedlogoVITArtboard
  • Cuide
Quais os sintomas e tratamentos da diabetes

 

A diabetes é uma doença caracterizada pela falta de insulina (hormônio que quebra a glicose) no organismo e/ou a incapacidade desse hormônio exercer sua função adequadamente, causando um aumento de glicose (açúcar) no sangue.

A insulina é o hormônio responsável por controlar a quantidade de glicose no sangue. Quando a pessoa não consegue utilizar a glicose adequadamente, o organismo sofre alterações que causam danos para diversos órgãos ao longo do tempo.

Sintomas e tratamentos da diabetes

Tipos de diabetes:

Diabetes tipo 1:

Por um defeito do sistema imunológico, o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina, fazendo com que anticorpos ataquem as células que produzem o hormônio. Esse tipo é causado por uma pré-disposição genética à doença.

Pré diabetes:

Este é um termo utilizado para indicar pacientes que possuem o potencial para desenvolver a diabetes tipo 2.

Diabetes tipo 2:

Neste tipo existe uma combinação de fatores: diminuição da secreção de insulina + um defeito na sua ação. Geralmente, os pacientes desse tipo podem ser tratados com medicamentos. Porém, com o passar do tempo, a doença pode agravar. A diabetes tipo 2 atinge cerca de 90% dos pacientes com a doença.

Diabetes gestacional:

Aumento da resistência à insulina durante a gestação, levando a um aumento nos níveis de glicose no sangue. Pode ou não persistir depois do parto.

Sintomas:

Diabetes tipo 1:

  • Vontade frequente de urinar;
  • Fome excessiva;
  • Sede excessiva;
  • Emagrecimento;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Nervosismo;
  • Mudanças de humor;
  • Náusea e vômito.

A diabetes tipo 1 pode se manifestar por uma herança genética em conjunto com viroses. Ela pode surgir em qualquer idade, mas é mais comum ser diagnosticada em crianças e adolescentes.

Diabetes tipo 2:

Pacientes desse tipo não apresentam sintomas iniciais e podem manter a doença de forma assintomática por muito tempo.

  • Fome excessiva;
  • Sede excessiva;
  • Infecções frequentes;
  • Feridas que demoram para cicatrizar;
  • Alteração visual (visão embaçada);
  • Formigamento nos pés e furúnculos.

Qualquer pessoa pode ter diabetes tipo 2. Contudo, indivíduos acima de 45 anos, com sobrepeso ou obesidade e histórico familiar, fazem parte do grupo de risco.

Diabetes gestacional:

Sem sintomas, na maioria das vezes, normalmente é descoberto durante os exames periódicos.

  • Sede excessiva;
  • Fome excessiva;
  • Vontade constante de urinar;
  • Visão turva.

Qualquer mulher pode ter a doença, contudo histórico familiar, excesso de peso antes ou durante a gravidez são fatores de risco.

Tratamento:

O principal objetivo do tratamento da diabetes é controlar a glicose presente no sangue do paciente, evitando que ele apresente picos e quedas ao longo do dia. Contudo, cada tipo de diabetes possui um tratamento específico. Saiba mais:

Diabetes tipo 1:

  1. Aplicação de Insulina:

Os pacientes deste tipo precisam de injeções diárias de insulina para manterem a taxa de glicose no sangue em valores normais. É necessário que os portadores dessa doença tenham em casa o glicosímetro, aparelho capaz de medir a quantidade exata de glicose no sangue.

  1. Medicamentos específicos:

Alguns médicos prescrevem, além das injeções diárias de insulina, alguns medicamentos via oral.

Pré diabetes:

Normalmente, os médicos oferecem como tratamento para este tipo, a mudança de hábitos: alimentação saudável e prática de atividades físicas.

Sintomas e tratamentos da diabetes: Exercícios

Diabetes tipo 2:

Esses pacientes contam com práticas muito específicas. Veja mais:

  1. Tratamento das comorbidades:

De forma geral, a diabetes tipo 2 vem acompanhada de outras condições, como: sobrepeso, obesidade, sedentarismo, triglicerídeos elevados e pressão alta.

Sendo assim, o médico deve cuidar, em paralelo, dessas outras doenças para poder controlar melhor a diabetes.

  1. Medicamentos:

Entre os medicamentos que podem ser usados para controlar esse tipo, estão:

  • Inibidores da alfaglicosidase: impedem a digestão e absorção de carboidratos no intestino.
  • Sulfonilureias: estimulam a produção de insulina pelas células beta do pâncreas.
  • Glinidas: agem estimulando a produção de insulina pelo pâncreas.

Diabetes Gestacional:

Neste tratamento, o médico pretende diminuir os níveis de açúcar na corrente sanguínea da mãe para evitar que prejudique o desenvolvimento do bebê.

  1. Monitoramento do bebê:

Mulheres que apresentam a diabetes gestacional precisam ter um cuidado a mais, sempre fazendo ultrassons e outros exames para verificar como anda o desenvolvimento do neném.

  1. Dieta e exercício físico:

Normalmente, antes de prescrever medicamentos, os médicos tentam controlar a doença somente com dieta e exercício físico.

  1. Medicamentos específicos:

Caso a dieta e a atividade física regular não seja suficiente, o médico responsável pode indicar injeções de insulina ou outros medicamentos via oral para controlar o açúcar no sangue.

Alimentação para diabéticos:

A primeira coisa que o paciente com o diagnóstico de diabetes precisa mudar é a alimentação. Existem alguns alimentos que devem ser evitados. Vamos conhecê-los?

O que diabéticos não podem comer:

  • Alimentos com açúcar devem ser excluídos (doces, sucos de caixinha, refrigerantes e outros);
  • Mel;
  • Gorduras hidrogenadas (frituras, creme de leite, queijos amarelos, leite e iogurte integral, figo e tâmara).

Alimentos liberados:

  • Verduras e frutas;
  • Cereais de todos os tipos, principalmente os ricos em fibras;
  • Leite desnatado;
  • Queijo branco;
  • Iogurtes na versão light;
  • Carnes magras como frango, peru e frutos do mar;
  • Peixes ricos em ômega 3;
  • Óleo de canola e linhaça;
  • Chás;
  • Farinhas funcionais.

Se você descobriu recentemente que é diabético, acesse nosso site e confira os produtos que oferecemos. Além de poder comprar online, você leva para casa alimentos saudáveis, práticos e deliciosos.

chocolate saudável: conheça os tipos de chocolates

Vitao

Newsletter

Descubra com a gente uma vida nova e cheia de sabor.

  • 0
    Seja o primeiro a gostar disto

COMPARTILHE

Deixe o seu comentário

Todos os campos são obrigatórios *